UNINTER
Para saber o valor da mensalidade preencha os campos abaixo:
Selecione um estado

O curso de especialização foi concebido em uma base humanística, com o intuito de compreender as mudanças do comportamento humano, e suas transformações sociais, culturais, históricas e tecnológicas. A partir de então, entende-se como tais mudanças refletem direta e indiretamente nos espaços arquitetônicos, no uso e atividades do dia-a-dia das pessoas e até no próprio conceito da necessidade (ou não) de espaços fixos para viver.Essas mudanças de comportamento são algumas das tendências que embasaram a concepção do programa do curso de EDIFÍCIOS INTELIGENTES -SMART BUILDINGS, composto por disciplinas que tem como imersões:

a) Estudos estratégicos e conceitos que incorporam tecnologias digitais 4.0;
b) Estudos de cenários, tendências e impactos na área de espaços arquitetônicos;
c) Análises de referências de projetos e obras nacionais e internacionais no que se refere sistemas estruturais, tecnologias construtivas;
d) Estudo de prática colaborativa e criação compartilhada de projetos aplicando BIM (Building Information Modeling);
e) Estudo de sistemas de arquitetura paramétrica
f) Estudos de animação e vídeo para arquitetura.

O curso de especialização em EDIFÍCIOS INTELIGENTES - SMART BUILDINGS, tem como principal objetivo capacitar profissionais para atuarem na interface entre as tecnologias e sistemas inteligentes nos projetos de arquitetura de modo a elevar o desempenho dos edifícios e melhorar a qualidade de vida das pessoas.
São caracterizados como objetivos específicos:

a) Compreender as iniciativas das tecnologias e sistemas inteligentes com foco no desempenho dos espaços arquitetônicos objetivando edifícios cada vez mais autônomos, eficientes, sustentáveis, conectados e que melhorem a qualidade de vida dos usuários;
b) Capacitar o participante sobre a compreensão das mudanças e tendências dos comportamentos dos usuários;
c) Compreender o espaço virtual que permeia a relação do espaço construído, o homem e a natureza;
d) Capacitar profissionais para analisarem as tendências nacionais e globais que influenciam os espaços virtuais e construídos sob a ótica da arquitetura 4.0;
e) Contribuir no processo de ensino-aprendizagem do estudante sobre aplicação de estratégias sustentáveis em projetos arquitetônicos 4.0.

 

DIFERENCIAIS:

  • O curso conta com um corpo docente com titulação obedecendo ao disposto na Resolução CNE 01/2018 e autonomia pedagógica para ministrar o curso.
  • A disciplinas tem atividades on line disponibilizadas no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) com estudos de caso relativos às disciplinas do curso.
  • O curso conta com uma tutoria especializada de docentes, pois é um serviço de acolhida e acompanhamento, de orientação e de avaliação, oferecida aos alunos.

PÚBLICO-ALVO

Profissionais das áreas de arquitetura, urbanismo e engenharias que buscam elevar seus conhecimentos em uma órbita conectada com edifícios cada vez mais eficientes, tecnológicos e conectados em todas as instâncias.

Obs. Para profissionais que não tem habilitações específicas na formação, o curso de especialização não habilita profissionais para elaboração ou execução de projetos de arquitetura, de arquitetura de interiores, arquitetura paisagística, acessibilidade, iluminação e ergonomia em edificações e no espaço urbano.

 

MERCADO DE TRABALHO

O campo de atuação dos profissionais da área da tecnologia integrada à arquitetura é uma das tendências mais fortes nos próximos anos, visto que incorporar estudos estratégicos, cenários e simulações em espaços arquitetônicos são fundamentais para o desempenho e a qualidade espaciais, contribuindo para que a operação e o uso do edifício seja cada vez mais inteligente. No dia-a-dia da prática de execução de projetos e obras, aplica-se no curso o que o mercado demanda, que são os estudos de prática colaborativa e criação compartilhada de projetos aplicando BIM (Building Information Modeling), assim como outros estudos, como sistemas de arquitetura paramétrica e estudos de animação e vídeo para arquitetura. Portanto, o mercado é continuamente crescente à medida que as tecnologias e sistemas digitais incorporam novas tendências, há nova geração de dados para criação de valor, exigindo que a arquitetura 4.0 crie novos padrões, interfaces e plataformas.